Publicado por: WilliamIF | Abril 1, 2010

Crayon Shin-chan: Arashi wo Yobu Appare! Sengoku Daikassen (parte 2)

Cá estou de volta. E agora vou falar brevemente do filme Crayon Shinchan: Arashi wo Yobu Appare! Sengoku Daigassen. Tão brevemente que vocês nem vão perceber eu falar.

Mas como faço isso? … … … Algo como um micro-review  pode ser bom. Que seja, descruze os braços, relaxe os ombros e não faça essa cara. É tudo descompromissado.

Retomando, este filme é um spin-off anual da série animada de comédia Crayon Shin-chan, e está sendo aqui tratado em seguimento ao post anterior que relatava nossa experiência em fazer a legenda desse filme.

Sinopse: um dia Shin-chan encontra uma caixa enterrada no quintal de sua casa, o que acaba levanto-o à era medieval japonesa. Ele acidentalmente se intromete numa guerra e está preste a mudar o rumo da história! … … … Bom, vamos lá:

Assista calado: O filme tem um grande defeito: não é muito engraçado. Pois era para ser. Exceto em alguns poucos momentos de graça certeira, o tom do filme é quase neutro. O tipo de humor “regional” pode contribuir para isso. O estilo e o tempo de piada são coisas do Japão… … … Eu sei, eu sei, é algo que deveria tratar no blog, mas, misericórdia, já escrevi bastante por hoje. A tática da intromissão verbal repentina, tsukkomi, como primordial forma de extrair riso, pode não convencer ninguém desacostumado com ele. Mas, como já foi dito, não é essa a barreira que torna o filme menos engraçado. É o próprio tom assumido pelo diretor. Foi uma escolha, é compreensível, mas esperava outra coisa para Shin-chan.

É um bom filme, adultos: Do resto, não tenho muito que reclamar: tanto o conteúdo formal (enredo, diálogos, tema, etc.) quanto o estético (visual, som, narrativa, etc.) são bons. O ritmo do filme me parece um pouco desequilibrado, mas afinal é um filme anual. Todo ano muitos pais têm de levar seus filhos ao cinema para ver Shin-chan (a série mais evitada pelo PTA, sempre), e esse foi feito para você, Srs. pais-japa! É um filme infantil para adultos. O diretor Hara deixou de trabalhar no Shin-chan depois desse filme, mas antes, no Império-Adulto Contra-Ataca (2001), fez coisa similar. Nesse, as crianças consomem a graça superficial do filme, pois, a não ser que saiba o que foi Expo 70’, o conteúdo nostálgico fica para os pais.

Shin-chan e Samurai-do-céu-azul.

Princesa Ren.

É isso. E, não, não vou atribuir nota. Falei mal sim, mas fiz até legenda. Não basta? Para quem não conhece a série, não tem paciência para acompanhar, e mesmo assim, quer uma fatia saudável de Shin-chan, recomendo esses filmes. Só não pode depois de assistir ao filme dizer que sabe tudo do Shin-chan, pois há uma distância entre a série e o filme: a série é cotidiana, mundana e as piadas são pouco mais escatológicas, já o filme é extra-ordinário, com piadas mais leves. Mas o tipo de humor é o mesmo.

Para finalizar, deixo dito que não, não distribuímos o filme. Ah, e  quem tiver interesse pelos trabalhos do Dir. Keiichi Hara para Shin-chan, e entender japonês (é treino, pessoas!), tem, por exemplo, uma matéria e um programa a respeito. Dê uma olhada.

(Crayon Shinchan: Arashi wo Yobu Appare! Sengoku Daigassen -クレヨンしんちゃん 嵐を呼ぶ アッパレ! 戦国大合戦-, Dir. Keiichi Hara 2002, 95 mim)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: